GLOBO

sábado, 22 de maio de 2010

vem aí o cd BALANÇO RAP RADIO SHOW




O cd BALANÇO RAP RADIO SHOW, decidiu apostar em nôvos nomes da cena rap paulistana e vem trazendo mais musicalidade a esse gênero geralmente marcado por violência e angustias. A seleção visou criatividade musical e temas de alto astral, auto-estima e é claro o amor... Entre os nôvos nomes estão A Trinka que traz o cantor de r&b Diego Miranda na faixa No Rolê que tem participaçao de Dagô Miranda, o trio Pulseiras de Prata que já fizeram barulho com a música Herança Roubada e aqui cantam Confronto Politico, o rapper Dinho do Guetto que envoca a cidade grande em Rimando em São Paulo, o r&b/rap dos Caçadores de Almas em Som do Guetto, Aliança Verbal com Tempos que não voltam mais, Eazyleigato em Projeto Solo com participação de Sombra, US2 com o som De Outra Forma, Lado Oposto em Sábado à Noite, Sentimento Moral com Faz Barulho, Transtorno e a dançável Vem Pra Noite com participação de Tatiana Bispo, Ato MC com Conexão DFSP (Distrito Federal/São Paulo), QI Racional em Sonho Conquistado, Irmandade Negra com Do Extremo ao Mundo, Parábola com Luz de Alvorada, Efeitos com Sede de Vencer e traz participação de Lakers, Killatroz com Mudanças, Familia Nacional com Sempre na Fé e a banda rap Mello-D & The Rados com a clássica Cool Witchu gravada ao vivo em Porto Alegre urante show quando os músicos estiveram no Brasil promovendo seu álbum Antitainment... enfim um cd com 18 faixas sensacionais, realmente Da Pesada Entertainment...

5 comentários:

  1. CD Firmeza hein, to na espectativa pelo lançamento
    para adquirir o meu!
    Parabens pelo Blog cumpad!
    que Deus lhe abençoe cada vez mais
    sucesso pra nóis!

    ResponderExcluir
  2. sumemu jha vou divulga no meu blog pazz tru....

    ResponderExcluir
  3. Firmeza... o espaço é aqui mesmo..Fortalece mesmo irmão!! Valeu Radioman da musica Preta,amarela, azul,etc... Guzula ..Bela Vista/Itapevi.

    ResponderExcluir
  4. Caro Paulo Brown,

    Demorei mas cheguei aqui no seu espaço. Me parece que o debate que está sendo proposto é válido. Li recentemente uma matéria no Caderno 2 do Jornal "O Estado de são Paulo" que apresentava uma discussão envolvendo diversos agentes ativos do universo do Rap. Me parece que o diagnóstico apontava para esse caminho que está sendo pontuado por esse próximo "CD BALANÇO RAP RADIO SHOW". Causou surpresa o registro de alguns grupos de jovens que alegaram caminhar pelo universo do "Funk Pancadão" pois lá haveria mais "muié" e os grupos (Bondes) faturavam bem mais reais. Há tempos preocupados com a necessidade de instituirmos uma sociedade plena direitos e oportunidades, denunciando as mazelas (racismo, preconceito, sexismo, etc.) que nos assaltam a todo momento, fazendo ruir nossos sonhos de uma sociedade de diferentes, com tratamentos diferentes que garantam direitos iguais, vimos o Rap ser assolado por acusações que atribuiam a essa manifestação uma inata violência. É fato que tais acusadores erraram, tentando destruir uma árvore, destruiram uma floresta. Nos restaram as raízes. E creio que a partir dessas raízes será possível renascer algo de novo, que não negue suas origens mas que acrescente algo a mais. Não acredito em Deuses que não dancem. Por isso os Orixás não me atemorizam. Desconfio e "desacredito" de deuses vingativos que fazem da violência e do temor a seiva da fidelidade de seus fiéis. Assim é, portanto, que - acreditando em Deuses que me fortalecem e dancem - creio ser possível termos expressões culturais que, ao mesmo tempo em que são verdadeiras armas de luta contra a opressão e de afirmação da liberdade, também possam ser verdadeiras em entretenimento. Mas isso tudo, no meu simplório olhar, os negros-velhos já tinham descoberto e, quase cansados de tentarem nos ensinar, persistem demonstrando como fazê-lo.

    ResponderExcluir
  5. firmeza total Paulo brown , é isso mesmo tá na mente , tá na alma não tem como negar o rap é compromisso é consciencia e tambem é pra dançar

    ResponderExcluir